“O Tinhosim da Garrafa”, uma ópera popular da Escola de Música Villa-Lobos

A Escola de Música Villa-Lobos, um espaço da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa / FUNARJ, apresenta o espetáculo “O Tinhosim da Garrafa”, uma ópera popular original com muito folclore brasileiro, composto por mais de 50 músicos, entre alunos e professores.

A próxima apresentação do espetáculo ocorre no dia 29 de novembro, sábado, às 19 horas, no Teatro Armando Gonzaga, em Marechal Hermes. Entrada franca!

A estreia do espetáculo ocorreu no Teatro João Caetano, dias 05 e 06 de Novembro de 2019.

A criação do espetáculo é de Wladimir Tourinho, com direção geral de Leandro Gregório.

Dois sertanejos, José e Manuel, vivem encantados com a coleção de cachaça do grande fazendeiro Jovenildo. Num momento em que Jovelino viaja, José e Manuel veem uma oportunidade de ficar sozinhos no escritório onde fica sua coleção para tentar roubar pelo menos uma dose de alguma das cachaças especiais. Acontece que, na coleção de cachaça,há uma garrafa com o “tinhozim”, e durante a bebedeira, eles percebem que beberam a cachaça em que o capetinha estava guardada.

“Jovelino, grande Jove
Guarda consigo um segredo
Um que nos enche de medo
Todos falam, todos ouvem
Do que no passado houve
Na encruzilhada da estradinha
Junto a cidade vizinha
Ganhou fama e desgraça
Na garrafa de cachaça
Que continha um capetinha”

“O Tinhosim da Garrafa” é uma ópera original que remete a lendas luso-brasileiras, como o fradinho-da-mão-furada e o saci. O público vai se emocionar com muita literatura de cordel, repente, embolada, forró-pé-de-serra, apresentados por músicos da Escola de Música Villa-Lobos, entre conjuntos corais, instrumentistas, professores e alunos.

“O Tinhosim da Garrafa”

Ópera Popular com os coros Madrigal do Villa e Canta Villa
Realização: Escola de Música Villa-Lobos
Texto e música: Wladimir Tourinho
Direção geral: Leandro Gregório
Direção cênica: Aline Gomes
Produção: Gláucia Sundin
Assistente: Anna Benchimol
Cenografia e figurino: Aline Gomes e Leonardo Esteves
Regência: Wladimir Tourinho
Preparação dos coros: Leandro Gregório
Preparação vocal: Hélida Lisboa e Suzana Santana

Elenco:
Éverton Almeida – Théo
Eduardo Barbosa – Manoel
Leonardo Esteves – José
Isabela Vieira – Léa
Átila Soares – Jovelino
Suzana Santana – Cândida
Juliana Alves – Celeste

Coral:

Trabalhadoras:
Alessandra Varella
Anna Benchimol
Bianca Frese
Camila de Andrade
Carolina Merlo
Fernanda Lemos
Gabriela Maciel
Gisele de Araújo
Hélida Lisboa
Lilian Cunha
Luciana Monteiro
Maria Carmem Bello
Miriam Machado
Nathália Villas
Rosália Rodrigues
Taís Rodrigues
Valbiana Coutinho

Trabalhadores:
André Sena
Bruno Santos
Cláudio Van
Elias de Carlos
Estevão Travasso
Fernando Ribeiro
Fernando Victor Medeiros
Guilherme Meneguci
João Paulo Santiago
José Expedito
Pedro Saddy
Tauam Bezerra
Thiago Moraes
Wesley Vasconcelos

Instrumentistas:
Levy Nunes – cavaquinho, viola e violão
Adriano Palma – violão 7 cordas
Marcel Barcelos – bandolim
Pedro Proença – baixo
Mestre Riko – percussão
Laís Viana – percussão
Raquel França Nobre – percussão
Victor Soares – caixa
PC Castilho – flauta e flautim
Thelmo Oliveira – clarinete
Marcos Filipe – flauta
Victor Zangrando – flauta
Leonardo Truda – violino
Carlos Costa – sax tenor
Lucas Quaresma – clarineta
Dani Belchior – flauta
Daniel Santana – Violoncelo

Fotos: Pedro Soares