Inscrições Encerradas! Oficina de Sapateado no Samba

A Escola de Música Villa-Lobos, um espaço da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa / Funarj, abriu inscrições para a Oficina “Sapateado no Samba”, com bailarina e pesquisadora Munique Mattos. O evento ocorreu no dia 15 de julho (segunda-feira), às 19h, no Auditório Guerra-Peixe (2º andar da Escola de Música Villa-Lobos). A oficina foi gratuita

Inscrições Encerradas!

Sapateado e Percussão Corporal

As manifestações de brincadeira, música e dança que deram origem ao samba carioca têm em comum não apenas a ginga, a espontaneidade e o rebolado. Observa-se uma atuação percussiva dos pés, uma batucada com ou sem sapatos, tamancos ou sandálias que persiste ainda nos dias de hoje na dança do miudinho.

A oficina pretende ser uma brincadeira sambística, do rebolado ao sapateado, passando por instantes de cantos, batucadas, improvisos, criação de movimentos e a descoberta de um sapato pessoal para um sapateado próprio.

O SAPATEADO DO SAMBA é compreendido nessa apresentação como a necessidade rítmica do carioca que louva a alegria e a tristeza dos dias tendo como força de resistência, o canto, a dança que se encontram no ritmo.

PERFORMANCE “DOS PÉS À CABEÇA”: BATUQUEIRA!
Dos Pés à Cabeça é uma reflexão sobre questões do cotidiano brasileiro e carioca a partir da linguagem da Música Corporal com enfoque para um Sapateado genuinamente carioca e do samba.

A performance dialoga o SAMBA com outras linguagens inusitadas, como o rock, rivalidade que se dilui pela conexão dos discursos. E segue, do drumbass ao baião, porém, tem o samba, sua rítmica e urgência da palavra, como mote mobilizador dos pés à cabeça.

Em cena: a batuqueira Munique Mattos, e seu fiel escudeiro, violonista e cavaquinhista, Oswaldo Luis.

Público-alvo: para todas as faixas etárias.

Munique Mattos

Artista Cênica do som, da poesia e do movimento. Bailarina/pesquisadora, integrou diversos grupos e Cias de Dança. Atualmente, integra o coletivo Sapateado do Samba, o Movimento de Compositores Samba na Fonte é o Ponto de Cultura Tá Pirando Pirado Pirou, espaços de estudo, atuação e produção de próprios sambas e performances com sapateado.
A música corporal apresenta-se como uma brincadeira da infância em Campo Grande-RJ. Posteriormente torna-se seu objeto de pesquisa e atuação artística e pedagógica, sendo o sapateado do samba hoje, sua música corporal de maior atuação e interesse.
A música corporal é a arte de produzir sonoridades pelo e no próprio corpo: estalos de dedos, palmas, assobios, o sapateado e a própria voz figuram como exemplos dessa encantadora arte.