FESTVILLA 2017 ANIMA JOÃO CAETANO E PREMIA CANÇÕES INÉDITAS

“Vida dupla” ficou em primeiro lugar. Lorena Pipa e Márcio Araújo se destacaram.

A edição 2017 do FestVilla terminou em grande estilo e com um notável salto de qualidade em relação às edições passadas. A grande vencedora foi a cantora Lorena Pipa, que faturou os prêmios de 1º Lugar com sua canção “Vida dupla” e de melhor intérprete. Quem também se destacou foi o violonista Márcio Araújo, que levou o prêmio de Melhor Música no Voto Popular, com seu samba “Deixa de bobeira”, e Melhor Instrumentista.

A Final do FestVilla 2017 foi aberta ao público, e as canções foram avaliadas por júri especializado, composto pelo ex-diretor da Escola de Música Villa-Lobos nos anos 1990 e atual coordenador do Programa de Pós-graduação em Música da UFRJ, Marcos Nogueira; o ex-aluno e hoje músico e produtor musical, Luís Felipe de Lima; o repórter, escritor e crítico musical, Hugo Sukman; o arte-educador e também ex-aluno da EMVL, Túlio Villaça; e o ex-professor e coordenador do Curso Básico, Marcos Marques.

O evento teve o apoio da rede de lojas de instrumentos musicais, Megadisconildo, e a realização, da Secretaria de Estado de Cultura, FUNARJ, Escola de Música Villa-Lobos e AMAVILLA.

 

Apoio:

 

Ao longo da noite, outros grupos da Escola de Música Villa-Lobos se apresentaram para entreter a plateia, seja na abertura, com a orquestra de violões Harmonium, de alunos do professor João Zainko, do Curso Básico; no momento da apuração, com o experiente Chorando Baixinho, dirigido pelo professor Genivaldo Soares; e no encerramento, com a Fina Batucada e o Mestre Riko.

 

VENCEDORES

Confira os vencedores do FestVilla 2017!

Melhor canção do voto Popular:
Deixa de bobeira, de Márcio Araújo

Melhor intérprete:
Lorena Pipa, em Vida dupla

Melhor instrumentista:
Márcio Araújo, em Deixa de bobeira

1º lugar:
“Vida dupla”, de Lorena Pipa

2º lugar:
“Rainha do mato”, de Tiago Tórtora

3º lugar:
“Conceição”, de Stoppa

 

A diversidade das canções refletiu o vasto universo ensinado na Escola de Música Villa-Lobos, bem como a variedade de gostos e estilos de seus alunos. Diversos gêneros musicais foram representados, como o rock de guitarras distorcidas e ritmos funkiados (A fome e Deus é brasileiro), rock com levadas mais jazzísticas (Eu não me importo) e com experimentações (Rainha do mato); MPB (Ridículo); e com inserções poéticas (Pode falar); jazz (Vida dupla); sambalanço com metais (Conceição); choro (Atrevida) e samba (Deixa de bobeira).

A ordem das canções apresentadas foram:

A fome
Autor: Giga

Eu não me importo
Autor: Fred Alt

Deus é brasileiro
Autor: Iago Valle

Rainha do mato
Autor: Tiago Tórtora

Pode falar
Autora: Fernanda Fehr

Atrevida
Autor: Guido de Castro

Deixa de bobeira
Autor: Marcio Araujo

Ridículo
Autor: André Salomão

Vida dupla
Autora: Lorena Pipa

Conceição
Autor: Stoppa

 

AVALIAÇÕES

A comissão julgadora considerou cada canção conforme quesitos como condução melódica, letra/música, harmonia, forma e performance.

PREMIAÇÃO

Os vencedores do FestVilla 2017 ganham prêmios especiais, como instrumentos musicais, fornecidos pela Megadisconildo, além de bolsas de estudo no Curso Básico e gravação profissional no Estúdio Guerra-Peixe da Escola de Música Villa-Lobos.

1º lugar: R$ 900,00 em instrumentos/equipamentos; troféu.
2º lugar: R$ 600,00 em instrumentos/equipamentos; troféu.
3º lugar: R$ 300,00 em instrumentos/equipamentos; troféu.
Melhor intérprete (cantor ou cantora): R$ 600,00 em instrumentos/equipamentos; troféu.
Melhor Instrumentista: R$ 600,00 em instrumentos/equipamentos; troféu.
Melhor canção pelo voto popular: R$500,00 em instrumentos/equipamentos; troféu.

FESTVILLA 2017

O FestVilla é um festival de canções inéditas e em português apresentadas pelos alunos da Escola de Música Villa-Lobos. É dividido em três fases: Passaporte, Eliminatórias e Final. A primeira fase, Passaporte, é o primeiro momento em que os alunos apresentam suas canções para um júri de professores e para o público, recebendo voto da comissão julgadora e popular. Os melhores colocados são classificados para a Fase Eliminatórias, de onde sairão os dez finalistas, que se apresentam na grande final no palco do Teatro João Caetano.

A edição FestVilla 2017 foi a segunda realizada na gestão do diretor Carlos Belém, que reeditou o festival em 2016.